Pombagira Cigana ou Exu Cigano & Cigana ou Cigano » Urur – Pombogira Sete Saias

Home Fóruns Pombagira Cigana ou Exu Cigano & Cigana ou Cigano Urur – Pombogira Sete Saias

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #356
    Editor
    Mestre

    Urur, médium de Umbanda nos envia breve história da Sete Saias, como ela trabaha com a magia cigana.

    Origem da Sete Saias do médio Urur.

    França, rua de bordéis, casas de espetáculos, artistas, soldados, bêbados e, muita sensualidade e exibicionismo numa forma de dança que estava surgindo com músicas marciais marcantes, oriundas dos ex militares: o Can Can.
    Nesta época ainda nem existia o Moulin Rouge, era o início de tudo. Conhecida como “Brunette Longues Jambes” (Morena de pernas longas), era uma jovem nascida no interior ao sul, era explorada como a maioria das crianças da época, até que vítima de uma tentatica de estupro, fugiu de casa rumo a uma vida melhor.
    Sonhava em ser uma artista, uma cantora e, cresceu em Paris se virando inicialmente como doméstica em casas da classe média emergente. A pouca paga e ciúmes das donas de casa à beleza da jóvem causavam muitas encrencas. Até que um dia descobriu uma casa de espetáculos que a aceitaria como aprendiz de dança para ensaiar com as dançarinas em troca de trabalho como faxineira.
    Aprendeu a dançar, costurar e, os costumes das dançarinas: egoísmo, ambição, a brigar e se defender por disputa de homens ricos e endinheirados.
    Numa disputa com uma rival, foi expulsa da casa de espetáculos, dançou em praças e restaurantes por comida e algumas moedas, até que, sem saída, aceitou dançar nas casas de espetáculos na região dos bordéis. Por ali as danças eram só para seduzir e alegrar os homens, aproveitando a música marcial dos músicos ex militares, jogando as pernas, malabarismos, mostrando jovialidade e saúde. O ganho maior era algumas horas de prazer e alívio da fome, pobreza e diversão.
    Brunette Loungues Jambes recorria muito às ciganas para amarrações, magias de sedução, eliminar rivais, conseguir melhores posições. Acabou por fazer grandes amizades com as ciganas cartomantes estabelecidas perto de onde trabalhava. Muitas vezes surrada, bêbada e desorientada, dormia na casa da amiga Romá.
    Já adulta, cabelos escuros e longos, seios firmes, pernas longas e fortes, orgulhosa de não ter cicatrises no rosto, nem calos nos pés, era conhecida por ser muito séria fora dos palcos ou a sedução, já não se envolvia em brigas. Tinha um parceiro fixo, homem bem mais velho, que lhe rendia um bom apartamento, porém ele foi se revelando muito ciumento. Ela não queria se casar, não largava os espetáculos e, pelo ego, ainda seduzia e se divertia com seus troféus. Numa noite de ira e ciúmes descontrolado, usou o punhal cigano da Brunette usava como arma de defesa para esquartejá-la.
    Reencarnou em Paris, como uma menina muito bonita, loirinha, que desde pequena tinha habilidades par a dança e, gostava de agradar a todos dançando. Abusada pelo próprio pai, foi vendida para um viajante, depois revendida para um traficante de mulheres. Nem completara 16 anos, chegou ao Brasil numa leva de mulheres conhecidas como “Judias” destinadas à prostituição. Foi explorada como escrava sexual, sendo feliz somente quando dançava sobre as mesas, mas antes dos 19 anos, contraiu várias doenças e, morreu de tuberculose num bordel de escravas sexuais.
    Resgatada no mundo espiritual, atuou por muitos anos ajudando mulheres que desejavam sair “da vida fácil”, encontrando trabalho, casamentos e sorte em loterias. Um dia foi convidada a fazer parte da egrégora das Sete Saias.
    MAGIA CIGANA
    O resgate espiritual e orientação dos trabalhos eram acompanhados da amiga cigana de muito anos lá de Paris. Assim foi aprendendo muito da magia cigana.
    Espiritualmente é vista como muilher alta, cabelos pretos, seios à mostra, usando apenas uma saia preta longa, com os sete elementos camuflados no tecido escuro. É muito séria, não chega gargalhando, prefere ajudar mulheres que precisam mudar de vida ou ter melhorias financeiras e independência, odeia relações abusivas, NÃO FAZ AMARRAÇÃO.
    Urur, médium da Sete Saias, conta que ela ajuda os consulentes que a procuram para amarrações com brincas, conselhos e ensinamentos até que resgatem o amor próprio e, busquem a felicidade e realizações em sí mesmas. Sem a necessidade de terceiros.
    Segundo ela: “Em equilíbrio, o amor verdadeiro sempre vem!”

    • Este tópico foi modificado 5 meses atrás por Editor.
    • Este tópico foi modificado 5 meses atrás por Editor.
    • Este tópico foi modificado 5 meses atrás por Editor.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.